Olá!

Seja bem vindo(a).

"...A paz invadiu o meu coração. De repente, me encheu de paz. Como se o vento de um tufão, arrancasse meus pés do chão, onde eu já não me enterro mais..."
(Gilberto Gil/João Gilberto)

" E se me achar esquisita, respeite também. Até eu fui obrigada a me respeitar"
(Clarice Lispector)
p.s: Grata por visitar-me.

God Bless you!!













terça-feira, 31 de agosto de 2010

MAIS UMA PÁGINA

Mais uma página, eis o motivo de minha admiração pelas borboletas.
Muitos nem imaginam que olhando o seu jeito frágil, cores belas e voo leve, carrega consigo uma HIstória.
Primeiro Ato chega ao final com um certo glamour e segue para mais uma temporada de expectativas e pequenos passos.

video



Onde você vê um obstáculo,
Alguém vê o término da viagem
E o outro vê uma chance de crescer.
Onde você vê um motivo pra se irritar,
Alguém vê a tragédia total
E o outro vê uma prova para sua paciência.
Onde você vê a morte,
Alguém vê o fim
E o outro vê o começo de uma nova etapa...
Onde você vê a fortuna,
Alguém vê a riqueza material
E o outro pode encontrar por trás de tudo,
A dor e a miséria total.
Onde você vê a teimosia,
Alguém vê a ignorância,
Um outro compreende as limitações do companheiro,
Percebendo que cada qual caminha em seu próprio passo.
E que é inútil querer apressar o passo do outro,
A não ser que ele deseje isso.
Cada qual vê o que quer,
Pode ou consegue enxergar.
"Porque eu sou do tamanho do que vejo.
E não do tamanho da minha altura."
(Fernando Pessoa)

Um comentário:

  1. Muito interessante esse poema. Cada um vê de acordo c/ suas expriências e seus pensamentos. Por isso a importancia de nos esforçarmos sempre para abrir nossos olhos e pensar coisas melhores, assim teremos resultados e percepções melhores sobre a vida.
    Muito legal!!!!! bjs

    ResponderExcluir